quinta-feira, 27 de junho de 2013

:: NA COZINHA :: BAIXA GASTRONOMIA

Já escrevi aqui algumas vezes sobre a supervalorização da alta gastronomia e como as pessoas estão cada vez mais chatas quando o assunto é comida. Um restaurante não é bom, se não oferece uma harmonização do prato mais caro com o vinho mais sofisticado.

No meio de tanta frescura, o jornalista e colunista André Barcinski publicou ano passado o livro “O Guia da Culinária Ogra”. Ele listou 195 restaurantes de São Paulo que oferecem uma comida honesta, gostosa em pratos muito bem servidos. André não deixa de fora lugares como o Bar da Dona Onça, que de simples não tem nada, mas oferece comida brasileira bem feita, como um picadinho com quiabo e farofa. A intenção do guia é enaltecer a gastronomia regional e despretensiosa.

O livro é dividido nas categorias PF e Almoço, Carnes, Pizzarias e Italianos, Japoneses e Coreanos, Chineses, Nordestinos, Árabes e Similares, Lanches e Salgados, Petiscos e Étnicos e Variados. André Barcinski descreve com muito bom humor os pratos e características de cada restaurante e ainda brincou e criou os “10 mandamentos do templo ogro”.

Brincadeiras à parte, para quem gosta de comida boa e restaurantes despretensiosos como eu, o livro é uma ótima aquisição. Vale a leitura.




terça-feira, 11 de junho de 2013

:: VALE A PENA :: THE PAINTED HOUSE


 
Navegando pela rede atrás de inspiração para a nova empreitada no mundo da decoração de interiores, me deparei com um produto que me chamou a atenção por unir customização, sustentabilidade, trabalho manual e estilo. São rolos de pintura que servem para estampar tecidos e paredes, com acessórios desenvolvidos para deixar o trabalho mais prático. Se você, como eu, tem andado de olho nas novidades para o lar, já deve ter ouvido falar dessa técnica que é uma opção ao papel de parede: boa, bonita e barata, especialmente para quem gosta de colocar a mão na massa. Conversei com a Clare, criadora da The Painted House para descobrir de onde veio a ideia de transformar uma descoberta de viagem em negócio.


Ela encontrou os primeiros rolos na Romênia, durante uma viagem, há mais de dez anos. Por lá, eles costumavam ser bastante populares, até que a abertura de mercado fez as pessoas se interessarem mais pelo design ocidental. Clare vivia numa casa antiga e úmida nessa época e não podia aplicar papel na parede; achou a ideia fantástica, comprou alguns e levou para a Inglaterra.  


Foi essa mesma casa com problemas de estrutura que incitou nela, então fotógrafa, o interesse por decoração. Mas foi a maternidade que trouxe a coragem de transformar a paixão em empreendimento. Disposta a passar mais tempo em casa com os filhos pequenos, começou a desenvolver a empresa, produzindo os rolos com padrões retirados de um livro antigo de design de interiores. Assim, ela mantém um escritório em casa e faz grande parte do trabalho de dentro do quarto de brinquedo das crianças.


Desde outubro na Etsy, os rolos são um sucesso de vendas e crítica. É possível achar notícias sobre a The Painted House em blogs do mundo inteiro. Clare atribui tanta repercussão ao fator sustentável de seu produto, que permite reaproveitamento, além da possibilidade de obter artigos exclusivos e baratos, o que se torna muito atrativo em épocas de crise, como a que passamos. Com dois tipos de aplicadores e treze desenhos diferentes atualmente, ela planeja novas coleções com design exclusivo, já em desenvolvimento. Eles devem estar à venda a partir de setembro.
 

Eu estou escolhendo qual deles levar para casa comigo. Assista ao vídeo com todas as instruções necessárias para pintar móveis, paredes e tecidos e imagine as infinitas possibilidades de combinação de cores que você pode aplicar na sua casa. No site, tem também ideias de como fazer seus próprios papéis de presente, o que eu achei especialmente fofo.
 

quinta-feira, 6 de junho de 2013

:: NA COZINHA :: DIA DOS NAMORADOS

Dia 12 de junho chegou e para os casais que querem comemorar fora de casa, o guia da Folha preparou uma lista com 18 restaurantes que vão oferecer menus especiais.
Comida boa de todas as partes do mundo! Aproveitem.
 
 
 
E os casais que querem fugir das casas lotadas, uma boa opção são os deliveries de kits gourmets. Você entra no site, escolhe o cardápio e ele chega na sua casa com todos os ingredientes em suas devidas proporções e as receitas. Ótimo para cozinhar a dois e sem estresse, principalmente para os cozinheiros de primeira viagem.
Confira os sites: 
Gulalá
Preços: de R$ 23,45 a R$ 29,95, por pessoa
Tempo de entrega: na semana seguinte ao pedido; a partir de maio, entregas em 72 horas
Formas de pagamento: cartão de crédito; boleto, cheque e DOC, com solicitação prévia
 
Le Box
Preços: R$ 79 a R$ 99 (sempre para duas pessoas)
Tempo de entrega: dois dias (bairros sob consulta)
Formas de pagamento: cartão de crédito, transferência ou débito em conta (Bradesco e Itaú)
 
 
Abaixo alguns restaurantes e seus menus para o Dia dos Namorados e a lista completa você encontra no guia.
 
ALEMÃO
Konstanz - Av. Aratãs, 713 - Indianópolis - Sul. Telefone: 5543-4813
Para o Dia dos Namorados, a casa sugere fondues para dividir, caso dos que levam queijo (R$ 108), carne (R$ 122) ou chocolate (R$ 45 a R$ 70).
 
ÁRABE
Al Baladi - R. Pais de Araújo, 185 - Itaim Bibi - Oeste. Telefone: 2538-5993
Menu acompanhado de meia garrafa de vinho Cruz Alta. Para a entrada, tabule, seguido de Arroz Árabe, feito com carne moída, frango, cebola frita e amêndoas torradas, acompanhados de Charutinhos de folha de uva e pastas típicas. Para a sobremesa sorvetes de pistache e de chocolate da marca Bacio Di Latte, cobertos de calda de chocolate, farofinha crocante e chantilly.
 
ESPANHOL
Don Curro - R. Alves Guimarães, 230 - Pinheiros - Oeste. Telefone: 3062-4712
O tradicional restaurante de cozinha espanhola recebe os casais com uma taça de cava rosada. Entre os pratos, feitos para dividir, há camarões grelhados no azeite e alho, servidos com batatas coradas (R$ 130). Outra opção é o arroz com lulas, feito na tinta do próprio molusco, que vem escoltado por tiras de pimentão vermelho (R$ 109).
 
FRANCESES
L'Amitié - R. Manuel Guedes, 233 - Jardim Europa - Oeste. Telefone: 3078-5919
Entrada, prato principal e sobremesa compõem o menu (R$ 139 por pessoa) oferecido na data. Entre as sugestões de entrada está o crocante de queijo Boursin com broto de beterraba e aspargos verdes. São três as opções de prato principal, caso do ravióli de figo seco com presunto cru e alcachofra, ao molho de champanhe e do filé grelhado, ao molho de vinho tinto, servido com foie gras e purê de mandioquinha. No fim, escolha entre o profiteroles ou a torta de amêndoas com calda de laranja e sorvete de pistache.
 
ITALIANOS
Girarrosto - Av. Cidade Jardim, 56 - Jardim Paulistano - Oeste. Telefone: 3062-6000
A casa oferece dois menus fechados, um centrado nos peixes (R$ 160) e outro nas carnes (R$ 170). O salmão defumado com salada verde e pinoli abre o apetite para o robalo com lentilhas e legumes. A paleta de cordeiro com legumes e cogumelos é precedida de carpaccio de vitela com mozarela, pera e molho de trufa preta. As duas opções vêm acompanhadas de taça de champanhe rosé e são finalizadas por mil folhas com creme de limão e calda de frutas vermelhas.
 
Zucco - R. Haddock Lobo, 1.416 - Cerqueira César - Oeste. Telefone: 3897-0666
O creme de alho poró com lagostim (R$ 32) ou carpaccio de cordeiro ao molho de frutas vermelhas (R$ 35) podem abrir o menu especial da data. Entre os principais, a cauda de lagosta gratinada no forno a lenha com risoto de pupunha (R$ 95) ou o bife de chorizo crocante (R$ 72) são as opções. A torta que mistura chocolate com morango (R$ 22) faz um bom final.
 
 
INDIANO
Tandoor - R. Dr. Rafael de Barros, 408 - Paraíso - Sul. Telefone: 3885-9470
Lakhi Daswani preparou uma sequência de seis pratos (R$ 90 por pessoa) usando ingredientes afrodisíacos. Entre as opções, camarões marinados e cozidos em molho de coco, manga e especiarias. O delicioso pão típico indiano e os molhos de iogurte com hortelã, de tamarindo e papaia fazem companhia.
 
JAPONESES
Manihi - R. Apinajés, 1.359 - Sumaré - Oeste. Telefone: 3672-4638
A casa aceita reservas em horários determinados: 19h30, 20h, 21h30 e 22h. O menu (R$ 98 por pessoa) dá direito a uma entrada fria, uma quente, um prato principal e uma sobremesa. O carpaccio de polvo e os camarões crocantes são algumas das sugestões de entradas. Entre os pratos principais, estão o combinado de sashimis e sushis ou o salmão grelhado no azeite acompanhado de camarão, lula e risoto de shimeji. O sorvete de pistache com lichia flambada e morangos e o petit gâteau são as sobremesas oferecidas na data.
 
PERUANOS
Suri Ceviche Bar - R. Mateus Grou, 488 - Pinheiros - Oeste. Telefone: 3034-1763
Com supostos poderes afrodisíacos, os ceviches são o centro do menu de Dia dos Namorados preparado pela casa. Das três receitas sugeridas, a Bomba (R$ 34) mistura ostras, vôngoles e camarões com suco de limão, de laranja, leite de coco, pimenta e pimentão vermelho.
 
TAILANDÊS
Marakuthai - Al. Itu, 1.618 - Jardim Paulista - Oeste. Telefone: 3062-755
Uma degustação de cinco entradas dá início ao jantar (R$ 110 por pessoa) na casa da chef Renata Vanzetto. O bolinho de camarão crocante com crosta de castanha-de-caju é uma delas. Entre os principais, tiras de filé-mignon ao molho de curry vermelho na companhia de arroz jasmim e farofa de banana.
 
Em datas comemorativas, é sempre bom ligar e fazer reserva para não ter a surpresa de horas de lista de espera ou lotação máxima! 
 
 

segunda-feira, 3 de junho de 2013

MADE-BY: SUSTENTABILIDADE CERTIFICADA

A MADE-BY é uma organização européia sem fins lucrativos com a missão de melhorar as condições ambientais e sociais na indústria da moda e tornar a sustentabilidade uma prática comum.



As marcas filiadas à MADE-BY utilizam algodão orgânico e trabalham com fábricas de costura que têm um código social de conduta. Estas podem ser identificadas por meio de um botão azul, que sinaliza aos consumidores que suas roupas são produzidos de forma sustentável.

A MADE-BY ajuda marcas a limpar seu processo de fabricação, através de processos certificados. Em associação com a Solidaridad - um especialista na área de comércio justo e práticas ambientais - eles desenvolvem cadeias produtivas em que peças de vestuário podem ser fabricados de forma sustentável do início ao fim. Eles criaram redes de fornecedores na Índia, Peru, África do Norte e China, bem como na Turquia e na Europa Oriental. Essas redes incluem projetos de algodão orgânico, spinners e fábricas de costura, mas também ONGs locais, sindicatos e especialistas na área das condições sociais e ambientais.



No final de 2004, a MADE-BY começou a trabalhar com as suas duas primeiras marcas, Imps & Elfs e Kuyichi. No início de 2007, o número de marcas associadas àMADE-BY aumentou para vinte e quatro (com sede na Holanda, Dinamarca, Alemanha e Irlanda), ativo em todo o mundo. Em cooperação com o seu parceiro Organic Exchange, Made-By desenvolveu um sistema track & trace  através do qual os consumidores podem ver por onde seu vestuário passou durante as diferentes fases de produção.

Eles oferecem ao consumidor uma escolha mais ampla de peças produzidas de forma sustentável. Enquanto a organização ajuda marcas a melhorar seu processo de produção, as marcas podem continuar fazendo o que sabem melhor, ou seja, seduzir os consumidores com um produto atrativo.