terça-feira, 29 de outubro de 2013

::UP:: 10 PASSOS PARA CONSUMIR MENOS E SER MAIS FELIZ COM O GUARDA-ROUPA



Esse vídeo que o Ser Sustentável com Estilo, da Chiara Gadaleta, fez com a Oficina de Estilo é maravilhoso! Elas resumem, em 6 minutos, o que eu penso sobre estilo x moda, qualidade x quantidade, e consumo. Para você não ter que ver e rever 100 vezes, eu listei as partes que eu considero mais importantes (e acabei tecendo alguns comentários sobre, porque eu não me contive). Mas pra falar a verdade, eu acho que vale a pena ver e rever sempre que você olhar pro guarda-roupa e achar que não tem nada, e então, se responder com honestidade: eu não tenho nada por que eu fiz as escolhas erradas no passado (e de fato, preciso de umas coisinhas novas) ou eu não tenho nada do que estão dizendo que eu tenho que ter?

Então, lá vai. 10 passos para comprar menos e se realizar mais com seu guarda-roupa:

1) o parâmetro de escolha tem que vir da gente e não do entorno; assim você olha para o seu guarda-roupa e, independente do que esteja "se usando" você tem certeza de que aquilo é VOCÊ, tem uso na sua vida, para os seus cmpromissos

2) um guarda-roupa bem montado EVITA compras desnecessárias, por impulso e o desperdício

3) pensa quando você faz uma mala para viajar, que você passa 20 dias se vestindo rápido e ficando todo dia bonitinha, com 20/25 peças que são AS MELHORES que você tem, as que você mais ama
[eu acredito que qualquer um poderia viver com a mala de verão mais a mala de inverno, porque a gente só escolhe aquilo que mais gosta e sabe que funciona para levar numa viagem. que tem muita gente que não consegue montar uma mala compacta (com poucas peças que funcionam) é outra história...]

4) guarda-roupa conciso funciona muito melhor que guarda-roupa cheio, só com peças e cores que combinam com nosso corpo e estilo de vida, FACILITA A VIDA

5) se você passa a maior parte do seu tempo no trabalho, não tem por que só comprar roupa baratinha para trabalhar e gastar tudo nas roupas de festa, às quais você vai duas vezes por ano. investimentoPOUCO INTELIGENTE
[construir uma imagem que comunique quem você é se faz no dia-a-dia. se você passa a maior parte da sua vida vestida em roupas baratinhas, as pessoas vão te enxergar assim, nem adianta tentar arrasar na festa.]

6) cada peça que você pensar em comprar tem que combinar com PELO MENOS três peças que você já tenha (e não conta jeans e calça preta...)
[se não combinar com três peças de roupa suas provavelmente não é sua cara. mesmo que for, vai ser o tipo de compra que ao invés de te deixar feliz, vai dar mais dor de cabeça. você vai ficar caçando outras peças para comprar e usar com ela. mau negócio.]

7) não comprar na hora, ir tomar um café e PENSAR é uma tática para não comprar por impulso

8) peças de qualidade valem mais que quantidade. sempre gaste tanto quanto puder em QUALIDADE. a peça de R$ 10 que só dá pra ser usada  2 vezes é muito mais cara que a de R$ 100 que você usa 100 vezes.
[moda também é matemática]

9) não existe clássico para todo mundo, cada pessoa tem os seus de acordo com gosto, estilo de vida, tipo de corpo, disponibilidade de tempo
[desconfie de listas de clássico de livros e revistas]

10) assim "o universo em vez de virar um exército de pseudo itgirls, vira um exército de gente linda" Fê Resende
 

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

VERDE E LINDA



Eu não sou do time que acha que moda e sustentabilidade são contraditórios por definição, mas tenho que dizer que não conhecia exemplos que combinassem atitude verde e produtos desejáveis com bom preço, até então.
Talvez, por se tratar de uma cadeia de fast fashion internacional, a H&M não se encaixe num modelo perfeito de sustentabilidade (no sentido de que é difícil acreditar que se chegue a esse nível de preço se utilizando de mão-de-obra dignamente remunerada), mas há que se dizer que estão colocando uma coleção linda à venda, por preços praticáveis, utilizando material politicamente correto.
O que eu via até então era: ou produtos absolutamente sem graça, quase commodities (equilibrando o preço alto da matéria-prima com baixo custo de modelagem e/ou inovação); ou peças com aquela carinha hippie de boutique/natureba que invariavelmente eram, além de tudo, caras; ou peças legais e MUITO caras. Provavelmente porque é difícil mesmo fechar a equação, e de qualquer maneira, fast fashion e sustentabilidade não são termos que combinem entre si, na verdade.
Mas fica a inspiração. A simples comunicação da marca colocando em destaque a postura consciente de produzir roupas feitas de algodão e hemp orgânicos e lã reciclada (materiais utilizados nessa coleção em questão, Conscious Collection), explicando a origem e o benefício ambiental de cada matéria-prima em relação às fibras comuns, já é uma maneira de fazer o consumidor pensar sobre sua maneira de consumir. É um estímulo para a reflexão que pode, inclusive, ser estendida para outros comportamentos do nosso dia-a-dia.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

:: NA COZINHA :: PARA OS AMANTES DE ARTE E COZINHA



Quer deixar a hora do jantar, almoço ou café da manhã mais divertida? Conheça o “They Draw and Cook”, um site cheio de receitas ilustrativas. Os irmãos Nate e Salli tiveram a idéia em uma viagem de família, fizeram um blog e contaram com a ajuda de alguns amigos ilustradores, hoje são mais de 3.000 receitas publicadas.

Nate e Salli recebem receitas ilustradas de todas as partes do mundo, inclusive do Brasil. Todo mês eles escolhem a que mais gostaram e premiam o vencedor com $100,00. Se você quer conhecer todas as receitas ou participar com uma ilustração, visite o site e o Facebook deles!
 
 

Melhor happy hour de São Paulo

E essa semana começou o desafio de encontrar o melhor happy hour de São Paulo. 35 estabelecimentos foram desafiados a criar um combo Petisco + Bebida por R$ 21,00. Achei algumas opções elaboradas e “gourmet” demais para serem oferecidas em um happy hour, como do Bar., que oferece lichias recheadas de cream cheese e wasabi e salpicadas com gergelim. Mas outras são bem tradicionais, do jeito que a gente gosta. Caso do Z Carniceria, que montou um combo com coxinhas com catupiry acompanhadas de um drink de cachaça com carambola e alecrim.

Para saber o que os outros restaurantes e bares estão servindo, acesse: http://www.petiscabrasil.com.br/sampa/site/estabelecimentos