sexta-feira, 5 de outubro de 2012

:: UP :: CONSUMO x CRIATIVIDADE



Quando alguém fala que gosta de moda, a primeira impressão que se tem é que ela é consumista. Eu mesma, devo dizer que tem um bichinho insaciável aqui dentro que sente prazer em adquirir coisas novas, às vezes até mais do que usar coisas novas. Gosto de colocar a culpa na sociedade, mas sendo muito honesta, eu já descobri que consumismo é uma característica pessoal.

Com o passar dos anos, a diminuição das mordomias paternas, o aumento da consciência e das responsabilidades, contudo, a compulsão melhorou muito. Com outras prioridades, a frequência das idas a centros de compras caíram vertiginosamente e foi só assim que eu aprendi a fazer mais com menos.

Nada contra quem pode e gasta com roupa e afins, mas acho que é visível quanto o valor do guarda-roupa de alguém não necessariamente reflete na qualidade da imagem final que ela alcança. Às vezes, aliás, acontece o contrário. Na ânsia de expor tantas cifras em forma de roupa, tem gente que erra a mão feio! Novidade para ninguém, esse tipo de erro é comum.

Em tempos de crise financeira e preocupação com o meio ambiente, aproveite para exercitar a criatividade. Na roupa, em casa, no trabalho... Tirar tudo do armário e organizar as coisas que você já tem é um bom começo, uma ótima oportunidade de colocar os olhos sobre o que você nem lembra que tem, doar o que não faz mais sentido, criando espaço para novas aquisições.

Aproveite a brincadeira e tente criar combinações inusitadas misturando peças, cores, comprimentos e sobreposições que você não tem coragem de arriscar normalmente. Não esqueça dos acessórios, eles fazem muita diferença na estética final e a gente acaba esquecendo deles quando não têm o costume de usá-los. Considere fazer isso num final de semana. Levar um novo look pra trabalhar quando não completamente segura sobre ele não é exatamente a situação ideal, mas teste numa saída despretensiosa de casa, como se estivesse encarnando um novo personagem.

De fato, é isso que pode acontecer. As mudanças no seu visual podem trazer mudanças na sua atitude, da mesma maneira que uma mudança na nossa atitude pode fazer nós mudarmos o visual. Quantas mulheres você conhece que resolveram cortar/tingir/pentear diferente os cabelos diante de uma nova fase da vida?

Publicado originalmente em 27 de outubro de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário